sábado, 21 de janeiro de 2012

ONDE VIVEM OS MORCEGOS?

     Os morcegos são criaturas noturnas, que caçam a noite, no escuro, e dormem durante o dia. Para manter-se a salvo dos predadores de rapina muitos morcegos procuram descansar nos mais recônditos, úmidos e escuros recessos das cavernas. Por isso, muita gente jamais viu um morcego, embora este seja um dos grupos mais numerosos de mamíferos, com mais de novecentas espécies no mundo. 
     A maioria dos morcegos vive nos trópicos, mas eles são encontrados em quase qualquer parte, exceto a Antártica e o Ártico. Em climas de inverno intenso os morcegos aparecem ainda menos, principalmente nos meses mais frios. Durante o inverno, quando a comida é escassa, muitos deles hibernam em cavernas. Inúmeros morcegos se penduram, de cabeça para baixo, no teto da caverna, ao qual se seguram com as garras dos artelhos. Quando muda a estação e a temperatura sobe, os morcegos podem deixar seu descanso diário. 
     Algumas cavernas tem servido de morada a morcegos há milhares de anos. Os morcegos são os únicos mamíferos que de fato voam. Alguns esquilos planam entre as árvores, mas não são capazes de iniciar um vôo livre. As asas dos morcegos, são formadas por uma membrana de pele que se estica, dos lados para as pontas dos ossos dos dedos. Os morcegos-ferradura, comuns na Europa e na África, possuem asas bem adaptadas para o vôo lento, pois caçam perto do chão, em florestas ou bosques. O nome do morcego-ferradura deve-se ao formato da estrutura carnuda em torno do seu focinho.
     Os cientistas acreditam que isso faz parte de seu sistema de ecometria. O morcego-ferradura emite sons de alta freqüência pelas narinas e se baseia no eco que retorna dos objetos próximos para voar com segurança na escuridão. Para o sono diurno, no verão, os morcegos dobram as asas ao longo do corpo. Já para hibernar, o morcego enrola as asas em torno do corpo. Essa posição agasalhada ajuda a manter a umidade do corpo, essencial para sua sobrevivência. 
     As fêmeas grávidas mudam-se para uma área mais quente do teto da caverna, que serve de berçário. Lá elas dão cria – cada fêmea geralmente tem apenas um filhote – e cuidam bem da prole. No início, os bebês saem com as mães para caçar alimentos. Mas, quando crescem, os filhotes ficam à noite pendurados no teto da caverna, enquanto as mães saem para se alimentar. Quando volta, a mãe morcego solta um chamado agudo para seu filhote, que guincha em resposta, orientando o percurso da mãe ara seu filhote, que guincha em resposta, orientando o percurso da maté ele. Quando a mãe encontra seu filhote, ela o abriga junto ao peito.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Envie seu comentário sobre esta postagem...

Concurso Público

Adsense